Pesque Vida – Conceito de pesca amadora/esportiva

O turismo de pesca tem como seu principal produto a pesca amadora, e dentro dela um destaque especial para a Pesca Esportiva. A pesca amadora é aquela praticada por brasileiros ou estrangeiros com a finalidade de lazer e cujo produto não se destina à comercialização.

A Pesca Esportiva está contida dentro dos conceitos da pesca amadora, porém sua prática não implica necessariamente no abate do pescado. O principal objetivo é a prática do esporte, num convívio sadio com a natureza conservada onde o pesque-e-solte é prioridade e dos peixes, ficam guardadas imagens. Defender a idéia de que o pescador esportivo deve liberar todos peixes capturados e não consome o produto de sua pesca, seria radicalismo. A filosofia é de que o consumo do peixe seja fruto do abate de quantidade necessária e suficiente para o uso imediato, sem exageros e desperdícios.

Para tanto devem ser estabelecidos parâmetros de quantidades e tamanhos mínimos, em relação às espécies alvo que se mostrem potencialmente atraente à prática da atividade. A Portaria Nº 30 /03 do IBAMA – Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis, que regulamenta a pesca amadora no território brasileiro, conforme seu Artigo 4º, parágrafo único e Artigo 6º, faculta aos Estados e Municípios restrições mais rígidas em suas áreas de atuação. Desta forma, este trabalho visa dar subsídios para conservar os atrativos da região pesquisada e tornar sustentável a atividade.

http://www.meioambiente.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=14



Deixe uma resposta